Operação Sem Fronteira

Madrugada do dia 11 de junho de 2012, a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas do Rio de Janeiro-D.R.F.C, deflagrava uma das maiores operações, a nível interestadual, que visava prender 28 criminosos que já causavam um prejuízo de 6 milhões de reais implantando terror aos caminhoneiros que cruzavam os Estados do Rio de janeiro com destino a Minas Gerais e Espírito Santo. Os quadrilheiros atacavam os motoristas em postos de gasolina dormitórios, localizados às margens da Rodovia Presidente Dutra; Rodovia Washington Luiz e Rodovia BR 101- Rio x Campos e após imobilizá-los os levavam em carros para cativeiros por até 24 horas, enquanto as cargas eram transferidas para o receptador da cidade de Juiz de Fora-MG e concomitantemente os caminhões seguiam destino a cidade de Colatina-ES, onde eram desmontados em ferro-velhos. O “modus operandi” da quadrilha foi monitorado por 06 (seis) meses, através de fotos, imagens, filmagens e escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, que conseguiram identificar a todos os participes, com seus respectivos poder de mando, conduta e tarefas dentro da estrutura criminosa. Foram presos 24 membros da quadrilha e cumpridas ordem judicial de busca e apreensão nas residências dos marginais da lei, localizadas nos Municípios de Nova Iguaçu; Bel Ford Roxo; Duque de Caxias; Rio das Ostras ;Cabo Frio;Armação de Búzios; Campos dos Goytacaz; Miracema; Juiz de Fora/MG e Cariacica-ES, que culminaram na arrecadação e apreensão de 16 veículos valiosos, armas, valores,bloqueadores de sinal de GPS; computadores e apetrechos corta cadeados, usados para arrombar os caminhões . O Ministério Público, através do GAECO - Grupo de Atuação Especial do Crime Organizado, bem como as policias do Estado de Minas Gerais, através do DEOESP - Divisão Especializada de Operações Especiais e do Espírito Santo, através do GOT – Grupo de Operações Táticas, deram apoio irrestrito a operação integrada que foi um sucesso ao trabalho de Polícia Judiciária.